24/02/2011

Don't cry to me

 - Não chore por mim. Se você me amasse, você estaria aqui comigo. - Ingrid dissera a Rick, um contato visual curto ocorreu entre os dois. Ingrid baixou a cabeça, se esquivando daqueles imensos olhos cinzas.
 - Não posso continuar acreditando, estamos apenas nos enganando. - esganiçou, deixando transparecer as translúcidas lágrimas que lhe corriam a face. Era o que Rick sempre falava.
 - Estou cansada das mentiras. - Ingrid abafa um gemido de dor, encara os pés tortos, sentindo-se curvada, como sempre acontecia perto de Rick, se sentia submissa. Respirou fundo e endireitou os ombros, sentiu sua auto-estima se elevar no ato. E no momento um riso ecoou de seus lábios, fazendo Rick se sobressaltar, encarando os olhos cor de mel de Ingrid. - Deve ser cansativo perder seu próprio jogo. - disse, ajeitando os pés da maneira correta, pronta para ir embora sem olhar para Rick.
 - Você me quer. - Rick disse, não estava mais chorando, sua voz parecia brincar na sua garganta.
 - Você está muito atrasado. - Ingrid encarou seus olhos cinzas sem temer dessa vez, e sentiu a vitória se abater sobre ela, pulava por dentro, vendo o quanto estava forte, o quanto sabia que podia resistir a ele.
 - Não minta pra mim. - ele quase gritou, fazendo Ingrid rir alto. Rir muito alto que sua barriga chegou a doer dos espasmos.
 - Como eu pude? - ela pergunta para si mesma, ainda sentindo seu rosto vermelho por conta dos risos. - Você já não pode mais bancar a vítima dessa vez. - concluiu e fez um movimento com a cabeça, retirando as mechas que lhe caiam sobre o rosto. Friamente acenou um tchau para Rick.
 - Então, talvez você pudesse lembrar de si mesma. - ele gritou. - Faça sua escolha, Cindy. - neste momento Ingrid se voltou, ouvindo o apelido carinhoso que sempre usavam. Balançou a cabeça e seu sorriso se estendeu pela cara.
 - Eu fiz sua escolha, Rick. EU fiz. Eu devia deixar você cair, mas apenas pegue suas coisas...e...CAIA FORA. - gritou bem alto e correu rua abaixo, fazendo seu riso outra vez ecoar, fazendo Rick cair em prantos de verdade, dessa vez ele não a enganara, não conseguira.
 - Está tudo acabado, tudo acabado. - falou pra si e as lágrimas caíram mais uma vez, lágrimas de verdade. Ingrid se fora pra sempre, ele não tinha mais poder sobre ela.
  Enquanto corria, Ingrid passava tudo outra vez na sua cabeça, tendo a certeza que fizera o certo, se sentindo livre. Sorriu pra si.
 - Está tudo acabado, tudo acabado...finalmente. - e respirou como nunca antes.

Edição Musical - Projeto Creativité
Nota: 10 - 1° Lugar

3 deixaram-me mais motivos para sussurrar:

Felipe Sali disse...

Bah q horrivel!
Em pensar que temos que passar por isso pelo menos um milhão de vezes durante a nossa vida =/

Flavia And disse...

Muito bom o texto e as vezes mesmo que seja dolorosa temos que tomar esse tipo de decisões, você escreve lindamente, sucesso :*

. pamela moreno santiago disse...

Parabéns pelo Primeiro Lugar na 8ª Edição Musical. Vejo você na próxima :D
Beijos
Pamela, avaliadora do Projeto Créativité.