29/12/2010

Decisio(n)-ão

    Eu decidi. Decidi aquietar e segurar aquele tal sentimento. Decidi continuar a ser "a melhor amiga", a sorrir com você por aí.
   Cara, esta é mais uma carta não entregue. A carta que seria também decisiva. O pior é que outra garota, não ela, está do teu lado. Amando-o, ouvindo-o...namorando-te.
   Eu resolvi ficar aqui, no meu cantinho, e continuar a te apoiar, como sempre, mesmo que eu não esteja no seu plano. É isso que os amigos fazem. Não é?!
   Garoto, você virou um homem, não precisa mais dos meus conselhos bobos e medonhos. Você virou um homem correto que aprendeu com o coração e com os seus erros.
   Minha decisão ou não, não irá fazer diferença, porque suas decisões já foram tomadas e estão fazendo-te sorrir, pra mim, isso já basta.
   Eu não necessito dizer mais nada, apenas, que,seja feliz e não se esqueça que sempre irei te amar.
Abraços, L.



Meu último post deste ano, para entender ou pelo menos compreender a carta, leia antes esta "Parte 1". Divirtam-se e um bom ano novo para todos vocês.

1 deixaram-me mais motivos para sussurrar:

Karlene Duarte disse...

É incrível como essa "carta" se encaixa perfeitamente com o que tenho vivido. :D
Tantas cartas que já fiz e nenhuma delas foram entregues por simples medo de perde-lo.
Beijo. ;*