20/07/2011

Meu petisco

Um sorriso.
Um petisco.
Você com seu cinismo,
me deixa em um abismo.

Um buraco.
Um taco.
Cocégas vem.
Sorrisos provém.

Um beijo estalado.
Um corpo suado.
Lábios separados.
Corações estatelados.

O frio que vem.
A falta que surge.
O sorriso que aparece.
Abraços que se unem.

Um coração.
Duas palavras.
Sorriso bobo na cara.
Um feitiço, meu petisco.

Sei que nunca escrevi um poema aqui no blog. Esse é o primeiro depois de tanto tempo tentando rimar, ou sair algo de rimas. Saiu isso e ficou aqui. Um beijo pra todos.

9 deixaram-me mais motivos para sussurrar:

Simone MartinS2 disse...

Menina...continue ficou lindo, posso posta-lo em meu blog.suave e dando os devidos creditos e claro...Aguardo tua resposta...PARBENS PELO NOSSO DIA DE HOJE AMIGA...fique com DEUS...bjin

Jaine disse...

Oie

Adorei seu blog e ja estou seguindo!
Segue o meu?
http://little-things-for-you.blogspot.com/

Beijão.

Tempestade disse...

e que belo poema...continue com suas rimas, adorei!

=D

Tenha um ótimo fim de semana com o teu petisco. rs

Bruna Morgan disse...

seguindo *-*

Rodrigo Santos disse...

Se é o primeiro então que venha o segundo!
gostei muito Elania.
Que saudade de sentir tudo isso... =/ de poder chamar alguém de meu amor. Das brincadeiras e tudo mais... enfim, fazer o que

Amanda Lemos disse...

Tudo muito interessante por aqui,
Gostei muito mesmo.
E te convido para conhecer meu espaço, caso queira dar uma olhada, seguir..;

http://www.bolgdoano.blogspot.com/

Muito Obrigada, desde já.

Bell Souza disse...

Desculpa pela demora.
Seu poema tem uma estrutura que eu gosto muito, uma construção e sonoridade que dão sabor a leitura. Essas pausas bem arranjadas impactam o leitor e isso é maravilhoso.
Vou apontar só duas construções que poderiam (tanto esteticamente, foneticamente e gramaticalmente) ter ficado melhor.
1º: "Você com seu cinismo,
me deixa em um abismo." Essa vírgula após cinismo é dispensável. Tanto para continuar a fluidez das palavras tanto pela ortografia. Quando se usa um pronome + verbo após uma pontuação ele tem que vir, necessariamente, após o verbo: "Deixa-me" Essa é a característica fundamental da ênclise. Se você retirar essa vírgula a construção permanece pronome + verbo (próclise) e a frase segue inteira como consequência do cinismo da pessoa citada.
2º: "Cocégas vem.
Sorrisos provém." O ponto após "vem" também pode ser retirado. Pois o sorriso é a consequência das cócegas, mas neste caso o ponto representa a estrutura do poema e não é caracterizado como erro.
Criatividade: Adorei sua escrita, mas cuidado com esse "fazer rimar". Seu poema ficou no ponto, exato. Mas pensar em "fazer rimar" pode te levar aos clichês ou aos exageros estruturais.
Outra coisa importante: o desfecho do seu poema acabou descaracterizando a história que você contava. Entendo que você quis retomar a ideia inicial, mas "Um feitiço, meu petisco." soou, para mim, fora de contexto. Dentro do universo do seu texto trocar "um" por "meu" já resolveria bastante esse problema de sentido e finalizaria, de todo, o poema.
Isso tudo só são minucias, seu poema é muito bom, criativo.
Moderação Bloínquês - Poemas

Nina Auras disse...

Olha só. Acabei de postar também meu primeiro (no entanto, último) poema no blog. Que coincidência, haha. Enfim... Eu adorei o seu. Acho que você conseguiu mostrar um amor doce, bonito, e - mais importante - acolhedor. Além do que, as rimas, ai, as rimas! Eu não conseguiria. Ficou maravilhoso.

Um beijo! (:

Paulatictic disse...

fofo! rs...
ficou muito fofo, eu gostei, gosto de poemas e gostei mesmo do seu.
beijos