01/06/2011

Yours


Enquanto ele se desfazia dos restos de copos vazios da noite anterior, Elisabeth sentava na poltrona vermelho escarlate da sala em frente a tv, zapeando pelos canais sem parar definitivamente em um.
- Lisa, pode deixar em apenas um canal? Ouvir esse zumbido me irrita. - disse ele.
- Ah, não enche Marcos. - ela disse, mascando os chicletes que achara no quarto, dúzias deles. Colocando na boca sem parar, o açúcar entupindo suas veias.
 A tv zunia, clareando os olhos cor de caramelo da pobre Elisabeth. Marcos para na arrumação e encara a boca cheia de chiclete da garota. Ri, ri com um menino pequeno. Lisa para de apertar o controle e encara Marcos.
-O que tem de tão engraçado? - ela pergunta, levantando-se e derrubado um punhado de papéis de chicletes. Para de mastigar. - Você é um idiota. - diz e volta a mascar, se dirigindo a cozinha. Abre a geladeira e encara apenas...o vazio.


- Precisamos fazer compras. - ela diz, triste, suspira. Sua barriga roncava e uma dor de cabeça aparecia.
 Que saco, pensou, ressaca. Cai no chão da cozinha, com as mãos na cabeça, fazendo bico.
 Marcos senta-se ao seu lado, observando a silhueta magra de Lisa. Seios pequenos, pernas meio cheias mas pequenas, olhos miúdos, mais aquela boca irresistivelmente carnuda.
- Você é linda. - ele devaneia, passando as mãos em sua barriga, cabelo, alisando seus lábios. Lisa o encara, tonta, com fome.
- Por que estamos juntos Marcos? - pergunta e retira as mechas caídas sobre a testa dele.
- Porque nós dois somos iguais. - ele diz e beija os lábios da pequena Lisa.
 Da tv saindo o som de The Maine, os copos ainda jogados no chão, a boca cheia de chiclete, a geladeira aberta, a ressaca. Eles. Ela abre a boca e retira o chiclete, jogando-o na pia.
- Que seja. - diz com ironia, pois ela sabia que era um fato. O puxa e beija seus lábios macios.




Eu tinha escrito para a edição musical do bloínquês, mas acabei não vendo que deveria ser narrativa, mas eu amei o continho curto *-*

6 deixaram-me mais motivos para sussurrar:

Rodrigo Santos disse...

Muito bem escrito, Elania *-*
bem detalhado né?!
Gostei muito!
Principalmente quando ele ri... ela fez um jeitinho de 'garota mimada' que me encantou HAHA

Patrícia disse...

Bonito, bem escrito. Gosto desses contos, são tão belos e encantadores.
beijos linda

Lu disse...

olá Elaina, achei lindo o conto. ^^
Adorei da imagem que combinou com a cena que imaginei. ^^
beijos.

Nina Auras disse...

Que cena bonita, Elly (posso te chamar assim? Ando inventando apelidos para todo mundo que admiro, não entendo muito bem porque)! Engraçada, singela, doce... A-do-rei!

Um beijo!

Gabriela F disse...

Que bela narrativa! Muito bem escrita,

Franciellen :) disse...

Que lindiiinho!
Todo doce e gostoso de imaginar :)