21/06/2011

E o que falar dele?


 Ah, o amor, que muitos tem ideias contraditórias e reversas.  Que pensam que sabe o que é, mas nunca se sabe completamente, acha que já sentiu, só que muitas vezes se surpreende.
 Ah, o amor, este tão banalizado amor, que hoje, como um bom-dia ele é jogado ao vento,sem verdade, sem sinceridade, ele apenas é deixado de lado e pronto. E o eu te amo, aquele eu te amo que você escuta da mamãe, ele sim é verdadeiro, porque ela te criou, te alimentou, te viu crescer. Mas agora, vem aquele cara qualquer, ou aquela menina de saia justa e joga na tua cara um eu te amo, parece vento na boca, não parece palavra pesada, que antigamente era tão difícil de se dizer.
 E então a crise dos apaixonados começa, porque nunca se sabe se é verdade, olhos enganam, aparências enganam, existe farsa, existe mentira, existe crueldade.
 Onde ficou o verdadeiro amor? Ele está esperando ser encontrado por alguém que esteja de verdade disposto a procurá-lo, pois sei que o amor, o verdadeiro, ele está triste agora, triste por ver tantos falsos amores.
 Ame ao próximo como a ti mesmo, ame-se, devolva, mas seja sincero consigo.
 Ame quando for verdadeiro, ame quando estiver disposto a encarar tudo por aquela pessoa. Isso sim é o amor, mas nunca iremos de verdade o defini-lo ou dar um significado, porque ele é tantas coisas e ao mesmo tempo é uma confusão.
 E lá vamos nós para mais uma campanha "ONDE ESTÁ O AMOR?"

1 deixaram-me mais motivos para sussurrar:

Gabriela F disse...

O meu está aqui dentro, bem guardado, rs.