05/12/2010

Love is pain


  Eu vejo-te e me pergunto, "que diabos eu faço aqui?", porque você não me conforta, você me traz dor. Mas você nem vê, não consegue enxergar nesses meus olhos martirizados a dor, o amor.
 E meu sorriso torto, desengonçado, não mostra nada, não tenta nada. Você sorri em resposta, um sorriso puro, sem nada, sem transmitir nada.
 Eu digo "que cara sem noção." Como isso é verdade.
Eu te encaro de um jeito diferente e você não vê. Eu olho ao redor, todos percebem, menos você. Fuck,fuck,fuck, Fuck you. Eu digo mentalmente, enquanto espanco um travesseiro branco, e gotas salgadas, molham-me as bochechas, bochechas redondas, que sobem com um sorriso, UM SORRISO FALSO, mas você não vê. Você não enxerga.
"Qual é a tua garota?", me pergunto, toda vez que coloco minha cabeça no travesseiro espancado. E eu não tenho resposta, a única coisa que eu sei é que o amor é uma dor.

6 deixaram-me mais motivos para sussurrar:

Tassyane Américo disse...

E como dói.

Beijos!

More Than Words disse...

Ai :/ amei o blog. se puder depois dar uma olhada no meu :D Brigada

Raissa Zylberglejd disse...

dói mesmo, demais ):

JhonSiller disse...

O amor dói mas amar é uma delicia!
Contraditorio mas e verdade...

... quanto ao show da AMY eu iria mas sei la, tenho medo dela morrer no palco. Eu ficaria chocado de verdade!

Gabriele Santos disse...

e nós temos muito prazer nesta dor.

- disse...

Porque amar é um mal necessário né?

"E a dor no fundo esconde uma gotinah de prazer..."



Te sigo, espero que retribua. Beijos e parabéns, o blog é lindo.
http://railmamedeiros.blogspot.com/