05/07/2011

Sabe, estive pensando esses dias,  nas coisas que eu e você aprontávamos na escola. Naquelas salas antiquadas com os amigos barulhentos. As canetas com tampas furadas. E eu senti saudade dos apertos de mão mal feitos. Das brigas sem fundamentos. Daqueles beijos estalados. Da areia molhada nos pés descalços. E a chuva fina na volta pra casa. É, pequenos detalhes. É, são essas coisas que me fazem falta. E ainda mais, você. Você que com o tempo mudou, que com o tempo esqueceu. Que com o tempo tentou amadurecer, mas eu ainda vejo a porra da sua infantilidade nos olhos, na voz, nos dedos inquietos. E lá vem a onda da dor, derrubando essa doce nostalgia outra vez...

5 deixaram-me mais motivos para sussurrar:

Gabriela F disse...

O problema da saudades é a dor que ela causa.

Marcos de Sousa disse...

Saudades é uma terra boa de se repousar, mas não é um boa terra para morar.

Beijos

Geovanna A. disse...

Os detalhes! Meu Deus, como eu sei o que você tá passando )):
Lindo texto

Bruna Morgan disse...

Amo tanto os seus posts!
então, eu estou visitando os blogs que sigo pra divulgar também o meu novo blog de resenhas: http://verboresenhar.blogspot.com/ e dizer que atualizei o meu atual ^^ http://bruna-morgan.blogspot.com
falando nisso, tem uma parte no meu novo blog sobre e-books independentes, e já que você escreve, seria legal dar uma olhadinha lá :3

DiegO Anderson disse...

Te adicionei no msn ... nesse contato da sua conta do blog, não sei se é seu msn atual, caso não seja, me adiciona nesse: kiegoanderson@hotmail.com