10/08/2010

Confissão

 Minha fantasia não se destacava dos demais. O baile não me alegrava. Soltei sorrisos fingidos, retirando a coroa que começava a cair sobre minha testa e coloquei-a na bolsa, caminhei até o banheiro ainda soltando sorrisos toscos.
Fitei-me no enorme espelho e constatei que eu estava bonita, delicada, mas não me sentia bem naquele baile.Pressionei minha mão sobre meu ventre controlando a pequena dor que me despertava incômodo. Parecendo que ela não ia desaparecer logo, sentei no chão tomando cuidado para não sujar o vestido. Passaram-se vinte minutos e eu decidi voltar ao baile, mesmo com aquele enjoo sem fundamento. Recoloquei a coroa, respirei fundo e adentrei o salão.
Alguns garotos me observaram e alguns ainda tinha um certo ar de admiração, mas os ignorei.
- Estás tão bela esta noite. - Um arrepio subiu em minha espinha. Era ele. O garoto do sorriso mais lindo, o que eu admirava na aula de história.
- São seus olhos. -o disse, sentindo meu rosto enrubescer.
Ele ficou ao meu lado por vários minutos sem nada dizer, mas isso não me incomodava. Uma nova dor surgiu em meu estômago. Essa dor era fria e esquentava em minha boca. Um desejo agudo de tocá-lo.
- Jasmyne. Me daria o prazer dessa dança? - arfei e assenti.
A dança era lenta e nossos corpos se aproximaram, absorvi seu calor, seu cheiro selvagem, estremeci. Recostei minha cabeça em seu ombro, fechei meus olhos concentrado-me na respiração contínua de Yago.
- Sempre desejei um momento assim. - sussurra em meu ouvido. Levanto a cabeça e encaro seus olhos cor de mel, pareciam se derreter.
- Não entendo. - falei, confusa.
- Sabe, você não é a única que não gostou desse baile .- ri constrangida. Talvez ele tenha notado meus sorrisos falsos, supus. Ele sorriu pra mim mostrando seus dentes perfeitos. Suspirei satisfeita e percebo que a música acabara.
- Eh...a música já acabou. Foi um prazer dançar com vocÊ.
- Espere. - ele disse, segurando meu braço e com a outra mão puxando minha cintura. - Não agora. - continuou. - Não antes de eu te dizer que estou apaixonado por você. Foi por isso que vim ao baile.
Bufei, revirei os olhos achando que ele estava brincando com minha cara, seria ele o meu admirador secreto? Que me convidou ao baile? Não sabia ao certo. Sua expressão continuava séria. Apertou mais minha cintura e pela segunda vez naquela noite encarei seus lindos olhos.
- Você não está brincando?! - o questionei. Ele balançou a cabeça em negativa. Suspirei outra vez e me agarrei ao seu pescoço.
- Ah,Yago. Eu também .



2 deixaram-me mais motivos para sussurrar:

Débora Wachholz disse...

Olá!
Oficialmente sua primeira seguidora! Elania, adorei! Quando puder, venha conhecer o meu cantinho também!!!
Beijos,
Débora

Elania disse...

Oii, obg. E pode deixar que vou conhecer seu cantinho . Beijos :}