13/02/2010

E ele vem com suas lágrimas carregadas, junto ao meu ombro.
Não sabe como pesam sobre mim, eu sinto a dor que elas causam .
E depois vem as brigas novamente, a dor mata a pureza que era existente.
E de novo nos envolvemos em uma controvérsia de sentidos .
É inexplicável a forma como nos conectamos sem falas, mas dói mesmo assim .
É nossa experiência ?
Nova e ao mesmo tempo velha .
Já passamos por isso outras vezes?!
Venho tentando explicar ou entender, que as suas causas se tornam a minha, e a mistura que ocorre quando nos encontramos não tem lógica.
Por isso a raiva-passageira- , por isso as gargalhadas propositais, por isso e por tudo isso .

1 deixaram-me mais motivos para sussurrar:

Angus Cailleach , disse...

Lindo. Parabéns pelo texto e pelo blog, você escreve muito bem.
visite-me quando quiser querida.
www.this---isme.blogspot.com